Acompanhe o Zoom nas redes sociais:

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • zoom-urbanismo-arquitetura-design

propostas / assuntos gerais

 

  

currículos / portfólios

zoom@zoom.arq.br

equipe@zoom.arq.br

cv@zoom.arq.br

+ 55 (11) 3263 0267

Rua Peixoto Gomide 996, Cj-720

São Paulo SP Brasil

zonas 

verdes II 

FICHA TÉCNICA

Local: São Paulo
Status: desativado (projeto temporário)
Área de Projeto: 22 m²

Realizadores: Zoom Urbanismo Arquitetura e Design, Gentilezas Urbanas (Secovi), Design OK e Instituto Mobilidade Verde
Fotografia: Sissy Eiko

ZONAS VERDES II

Após a boa aceitação do projeto de curta duração das Zonas Verdes I durante o evento Design Weekend, foi proposta uma nova Zona Verde para a X Bienal de Arquitetura, realizada novamente em parceria entre o Design Ok, do qual o Zoom participava, e o Instituto Mobilidade Verde. Essa foi a segunda experiência do que hoje chamamos de parklets. Veja aqui como surgiram os parklets no brasil.

Seguindo a lógica de implantação do projeto anterior, a então chamada Zona Verde foi implantada na rua Padre João Manuel, ao lado do Conjunto Nacional, e também tinha caráter temporário, porém dessa vez com a permanência um pouco mais longa, ficando disponível na rua por um mês. O projeto possuía basicamente o mesmo programa do anterior, que consistia em bancos, floreiras e paraciclo e a manutenção era feita em parceria com o condomínio situado em frente, que realizava a limpeza e a rega das plantas.

O projeto novamente foi bem aceito, principalmente porque a região da Avenida Paulista - que apesar de possuir grande fluxo de pessoas por ser uma avenida que concentra muitos serviços, comércio, escritórios, etc. - não tem locais para que essas pessoas tenham um momento de parada, de pausa, não há bancos para que se possa descansar. O sucesso dessa experiência acabou resultando até em abaixo-assinado por parte dos frequentadores, para pedir a permanência definitiva da Zona Verde na rua.

 

Apesar de a Zona Verde não ter respaldo legal para continuar na rua, sendo retirado ao final do período permitido de um mês, esse tipo de resposta positiva do público acabou chamando a atenção da administração pública, que decidiu transformar os parklets em política pública alguns meses depois, lançando um decreto para que qualquer cidadão pudesse criar seu próprio parklet. Inclusive, o primeiro parklet oficial de São Paulo foi instalado no mesmo local desse parklet temporário, na Rua Padre João Manuel

CONHEÇA OUTROS PARKLETS: