Acompanhe o Zoom nas redes sociais:

  • Black Facebook Icon
  • Black LinkedIn Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Pinterest Icon
  • zoom-urbanismo-arquitetura-design

propostas / assuntos gerais

 

  

currículos / portfólios

zoom@zoom.arq.br

equipe@zoom.arq.br

cv@zoom.arq.br

+ 55 (11) 3263 0267

Rua Peixoto Gomide 996, Cj-720

São Paulo SP Brasil

zonas 

verdes I   

FICHA TÉCNICA

Local: Rua Maria Antônia e Rua Amauri, São Paulo
Status: Desativado (parklet temporário)
Área de Projeto: 22 m²

Projeto e realização: Zoom Urbanismo Arquitetura e Design, Contain It, H2C, Superlimão Studio
Fotografia: Ricardo Lisboa

ZONAS VERDES I

As zonas verdes I foram uma das primeiras experiência do que hoje chamamos de parklets. Inspiradas nos parklets das cidades norte-americanas, como São Francisco e Los Angeles, as Zonas Verdes são uma extensão da calçada, ocupando duas vagas de estacionamento rotativo da rua, cujo nome faz uma referência às chamadas zonas azuis. As Zonas Verdes consistiram num projeto de curta duração, permanecendo nas ruas por quatro dias, durante o evento Design Weekend, realizado numa parceria entre o grupo Design Ok, do qual o Zoom era integrante, e o Instituto Mobilidade Verde.

A intenção do projeto era discutir apropriação do espaço público na cidade de São Paulo, chamando a atenção para a prioridade que se dá para o automóvel atualmente na cidade. Através dessa extensão da calçada, cria-se uma “mini praça”, um espaço de estar e convivência para os pedestres, que raramente encontram locais na cidade que propiciem esse tipo de uso.


Tendo isso em vista, o projeto foi concebido com uma topografia variada, com peças feitas de placas de madeira e concreto, para que as diversas alturas pudessem trazer diferentes formas de apropriação por parte do usuário, banco, arquibancada, mesa, apoio, etc. Também foram instalados paraciclos, como forma de apoiar o modal da bicicleta em nossa cidade.

Foram executadas duas Zonas Verdes: uma na rua Amauri e outra na rua Maria Antônia. A escolha do local de implantação levou em consideração a recomendação do manual de parklets de São Francisco, que sugere que esse tipo de projeto seja instalado em eixos com grande fluxo de passagem de pessoas e visibilidade e velocidade reduzida da via, por questões de segurança do usuário da Zona Verde.

Durante sua permanência nas ruas, ocorreram eventos como palestras e discussões, além de eventos espontâneos, como churrascos de estudantes de instituições próximas. O projeto foi bem recebido pelos usuários durante o breve período em que esteve disponível, mostrando que a cidade tem a necessidade de mais locais como esse.

CONHEÇA OUTROS PARKLETS: